Tratados

ANÁLISE :: Soft diplomacy contra Israel

EU Israel

Há três dias, após mais uma reunião do Conselho de Associação entre a UE e Israel, o Conselho de Assuntos Gerais pronunciou-se sobre as relações UE-Israel, nomeadamente condicionando o upgrade da relação ao avanço do processo de paz israelo-palestiniano. Dito de outra forma, a UE assume que a sua relação bilateral com o estado judaico não é independente do contexto regional, em que determinados aspectos da política externa israelita contradizem os valores que, noutras matérias, constituem o “terreno comum” que legitima e justifica a sua relação privilegiada com a UE.

Em reuniões no Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita e noutros encontros menos oficiais, várias vezes me foi dito que esta posição não era admissível. Sendo a UE o maior parceiro económico de Israel (mercado para onde dirigem 33% das suas exportações e de onde adquirem 37% das suas importações), Jerusalém não queria admitir que o desenvolvimento de uma relação ainda mais privilegiada com Bruxelas estivesse – também ela – condicionada ao processo de paz. Além disso, a cooperação bilateral estende-se a muitos outros domínios, desde a agricultura à tecnologia de ponta, dos transportes até regimes de vistos e de mobilidade individual (incluindo estudantes universitários). Neste contexto, fará sentido condicionar tudo isto – e, na perspectiva israelita, resumir tudo – ao conflito israelo-palestiniano?

Sim, faz. Se a relação UE-Israel é priviliegiada, se este país é um dos que mais avançou com base nos instrumentos da Política Europeia de Vizinhança e do Processo de Barcelona, é justamente por partilhar com a UE um determinado conjunto de valores: estado de Direito, democracia, economia de mercado, etc. Se alguns outros destes – respeito pelas minorias, direitos humanos – estão em causa, é legítimo evocá-los na justificar uma inversão ou uma acalmia das negociações. O que não se pode é pregar por uma UE diplomaticamente forte e autónoma e depois criticar a tomada de posições menos confortáveis.

Junho 19, 2009 - Posted by | Sem categorias | ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: