Tratados

Título, não-título

Publico pt LOGONa edição impressa do Público de ontem, na página 20 (secção Mundo), há uma pequena notícia intitulada “Amnistia acusa Israel de violar direito internacional“. Mas é curioso notar que a primeira frase diz: “Tanto o Governo israelita como o Hamas “violaram a lei humanitária internacional” ao atingir civis durante o ataque de Israel a Gaza entre Dezembro e Janeiro, denuncia um relatório da Amnistia Internacional”. Ou seja, a Amnistia Internacional acusa Israel mas também acusa o Hamas. Quem não perde tempo a ler mais do que os títulos forma uma ideia errada. Neste caso, como em muitos outros, este lapso é inerente a uma agenda, devedora da ideia generalizada de que Israel viola sucessivamente  o direito internacional, omitindo outra ideia, perceptível pelo senso comum mas nem sempre publicitada em manchete: o Hamas viola sucessivamente o direito internacional. A lei é igual para todos, mas seremos todos juízes imparciais? Para não se cair no facilitismo do esquecimento, o óbvio também tem de ser dito.

Se esta mesma notícia na edição online tinha o título “Exército israelita e Hamas acusados pela AI de violar direito internacional“, quem mandou mudar o título na edição impressa?

Julho 4, 2009 - Posted by | 1 | , ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: