Tratados

Prisioneiros de Guantanamo em Portugal

Foi anunciado ontem que Portugal vai receber dois prisioneiros sírios, pai e filho, detidos em Guantánamo, e, segundo apurou o Jornal de Notícias, a sua chegada deverá ocorrer até ao fim do mês. Mesmo tendo implicações práticas que recaem, sobretudo, sob a alçada do Ministério da Administração Interna (tipologia do visto de permanência, limitações de circulação, acompanhamento policial), este processo foi impulsionado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, e a sua conclusão antes do fim da legislatura surge como mais um feito muito importante de Luís Amado, claramente o melhor ministro deste governo.

Ao mesmo tempo, esta questão da admissão de ex-prisioneiros de Guantánamo em Portugal demonstra uma vez mais que, ao nível da segurança, a cooperação entre as valências internas e externas dos sistemas de segurança é fundamental para potenciar a sua eficácia. As ameaças são difusas, não convencionais e assimétricas. Cada vez menos há fronteiras entre segurança interna e externa, e cada vez mais há políticos a perceber isso.

Agosto 8, 2009 - Posted by | Sem categorias | , ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: