Tratados

Morte de Bin Laden (II)

Uma das questões mais discutidas pelos analistas (e por qualquer um com uma conta de facebook ou um blog) prende-se com as implicações que esta morte terá na actividade terrorista. Estaremos mais seguros? Is the world a better place? Estará a al Qaeda decapitada? Isto é o fim do terrorismo (esta é a minha preferida)?

Na história do terrorismo e da violência política há exemplos para as duas tendências opostas que advêm da morte de um líder: (i) redução da actividade do grupo ou (ii) aumento da actividade, resultado do desejo de vingança e da radicalização de militantes que se encontravam num patamar inferior ao estado que leva alguém a cometer atentados terroristas. Julgo que este segundo cenário é bastante mais provável, ainda que a al Qaeda tenha vindo a ser progressivamente encurralada pela acção dos Estados Unidos no Paquistão e no Afeganistão. Aquele aumento, a concretizar-se, viria sobretudo de grupos ideologicamente afiliados e sobre os quais a figura de Bin Laden exercia uma força simbólica e encorajadora. A forma de actuação que inaugurou com o ataque ao USS Cole e às Embaixados dos EUA no Quénia e na Tanzânia, em finais dos anos 90, marcou um nova fase no terrorismo internacional de vocação islâmica e claramente abriu as portas a um conjunto de actos que se verificaram, sobretudo, após os atentados de Setembro de 2001. Nesse sentido, muitos grupos e células reviam-se na figura de Bin Laden, ainda que o poder deste fosse, desde há muito, mais de natureza simbólica do que propriamente operacional.

Maio 2, 2011 - Posted by | Sem categorias | , ,

2 comentários »

  1. Sendo otimista (inocente?)a morte também pode causar uma “guerra civil” pela liderança da rede. Mas, ainda não tenho elementos para construir essa hipótese.

    Comentar por Mário Machado | Maio 3, 2011 | Responder

  2. Concordo mais com a segunda possibilidade, um aumento do fanatismo em volta da imagem do mártir! Cada vez mais começamos a ver que para fazer um atentado não é preciso muita coisa, basta existir o fanatismo religioso (e politico) e uma boa base de estudo na internet de como se faz uma bomba ou algo que provoque danos! Vejam o caso do estudante que entrou no avião com explosivos líquidos ao peito! Também não compreendi os festejos da população! É algo que deveríamos ver em sociedades do terceiro mundo (mas se calhar os EUA em certas coisas o são!)! Gostaria mais de ter visto um vigília, uma manifestação pacifica em honra dos mortos, do que festejos pela morte de um terrorista! Não me acredito que nos próximos meses vamos ter alguma acção mas quando tudo voltar a acalmar, é que temos de começar a ter novamente receio!

    Comentar por Paulo Simões | Maio 3, 2011 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: